terça-feira, 6 de junho de 2017

Pesquisa em gruta do Cariri Paraibano conclui que ossadas humanas divulgadas em livro nunca existiram.



Por Juvandi de Souza Santos
Historiador e Arqueólogo

 
O livro “O rei dos Jagunços”, que relata fatos históricos do século XIX, como a presença de Antônio Conselheiro na Paraíba, faz menção a Gruta do Caboclo Brabo, ou Serrote do Caboclo na região do atual município de Boqueirão, no Cariri Paraibano. Segundo o relato de Manoel Benicio (1997, p. 64), mais de mil ossadas humanas foram vistas nessa gruta.

O Grupo Paraíba de Espeleologia, da Universidade Estadual da Paraíba (GPE/UEPB)  foi o local para comprovar ou não esse fato. Penetraram na gruta utilizando técnicas de rapel, e nada foi encontrado: nem ossos humanos ou algum outro vestígio arqueológico que comprovasse a presença humana naquele ambiente.

Para a equipe do GPE/UEPB, esse tipo de relato, comum nos séculos passados, esteve ligado a fatores como: crenças religiosas no sobrenatural e misticismo em relação ao ambiente cavernícola.

A equipe ainda visitou outras cavidades no mesmo afloramento rochoso onde está localizada a Gruta do Caboclo Brabo, mas nada foi encontrado que ateste a veracidade dos fatos contidos no livro.


Referência
BENICIO, Manoel. O rei dos Jagunços. 2. ed. Rio de Janeiro; Fundação Getúlio Vargas Editora, 1997.

Read more...

segunda-feira, 1 de maio de 2017

XIX Congresso da SAB será no Piauí



O XIX Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira – SAB, com tema: “Arqueologia na trincheira: o papel da Arqueologia no contemporâneo”, será realizado de 10 a 15 de setembro de 2017, no Campus da Universidade Federal do Piauí – UFPI, na cidade de Teresina, estado do Piauí.

O que se propõe é uma reflexão ampla sobre o papel das (os) arqueólogas(os) e de suas práticas para a pesquisa, proteção e gestão do patrimônio cultural brasileiro na contemporaneidade.

A SAB acredita que o XIX Congresso é um instrumento para que, juntos, possamos definir diretrizes mais éticas e inclusivas na realização das pesquisas arqueológicas no Brasil, discutindo o papel social e político das (os) arqueólogas(os). Além disso, propomos retomar discussões de métodos e técnicas que, na linha de frente, articulados com as questões teóricas e ideológicas, permitirão que as pesquisas realmente deem conta da especificidade do patrimônio arqueológico brasileiro e da importância científica e social do conhecimento produzido no âmbito da Arqueologia brasileira.

Sendo assim, o congresso será organizado em conferências, mesas redondas, simpósios, sessões de comunicações orais (temáticas) e sessões de apresentação de pôsteres que abranjam o tema do evento.

O evento é promovido e realizado pela SAB e pela Universidade Federal do Piauí, através do Curso de Arqueologia e Conservação de Arte Rupestre e do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia (PPGARq/CCN/UFPI).

A SAB convida pesquisadoras (es), estudantes e gestoras(es) ligadas (os ) ao campo da Arqueologia a participarem do XIX Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira em 2017!

Mais informações: http://sab2017.com.br/

Read more...

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Boletim da SPA Nº130 - Jan.2017

Está no ar o Boletim Informativo da Sociedade Paraibana de Arqueologia - SPA (Eletrônico) Nº130- ANO XII - Janeiro de 2017. 

Confiram nesta edição:
-- Um adeus ao nosso sócio Pedro Nunes Filho;
-- 'Encontro em Aldeia', por Thomas Bruno OLIVEIRA;
-- Artigo 1: 'A papisa Joana', por Juvandi de Souza SANTOS;
-- O Tanque do Navalha;
-- 10 anos da SPA;
-- 8ª Edição de "A Pedra do Ingá";
-- Artigo 2: 'Em defesa da arte dos grupos periféricos', por Carlos Alberto AZEVEDO;
-- IPHAEP inaugur, em Campina Grande, o primeiro Posto de Atendimento;
-- Peças de antigas armas afloram na Fortaleza de Cabedelo;
-- Mapa de atuação da SPA em Janeiro de 2017;
-- Expediente.

Acesse o Boletim 130, editado em pdf, através do linkhttp://mhn.uepb.edu.br/Boletins/Boletim_130_JAN_2017.pdf

Read more...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Planejamento da Escola Brasileira de Espeleologia - Comunicado

A SBE no planejamento da Escola Brasileira de Espeleologia


A Seção de Educação e Formação Espeleológica (SEFE) da SBE está retomando as atividades de planejamento da Escola Brasileira de Espeleologia – eBRe. Nosso o objetivo é fomentar e organizar a formação espeleológica, ampliando seu reconhecimento nacional e facilitando o exercício da atividade.
Muito material de excelente qualidade já foi produzido anteriormente,  no entanto o trabalho não foi concluído.  Assim estamos resgatando estes estudos e experiências de formação espeleológica e convidamos os associados individuais e representantes de grupos afiliados à SBE que estejam interessados em integrar a SEFE e contribuir com o debate e a construção de uma proposta da eBRe para apreciação da comunidade espeleológica.
Pedimos aos interessados que se manifestem enviando uma mensagem para o e-mail para ebre@cavernas.org, informando seu nome, número SBE (individual ou do grupo) e experiência com cursos e formação espeleológica.

                                                                                                                                          
Um Feliz 2017,
Teresa Maria Moniz de Aragão
Coordenadora da Seção de Educação e Formação Espeleológica – SEFE

Read more...

Endereço

Antiga Faculdade de Administração da UEPB, Av. Getúlio Vargas, S/N, 2º andar (por trás dos Correios), Campina Grande-PB

Contato

Prof. Juvandi de Sousa Santos
juvandi@terra.com.br

Atualizações:
Thomas Bruno Oliveira (thomasarqueologia@gmail.com)

Acessos

  © Grupo Paraíba de Espeleologia

Back to TOP